Como funciona um aterro sanitario?

O Brasil, como o quarto maior produtor de lixo do mundo, enfrenta desafios significativos no gerenciamento de resíduos. Infelizmente, muitas regiões do país ainda sofrem com a prática prejudicial do descarte inadequado, poluindo não apenas o solo, mas também os lençóis freáticos.

No entanto, a solução para essa questão está na compreensão e implementação eficaz dos aterros sanitários, que desempenham um papel fundamental na preservação do meio ambiente e na promoção da saúde pública.

Neste artigo, vamos explorar detalhadamente o que é um aterro sanitário, como funciona e por que ele é fundamental para a sustentabilidade ambiental.

O que é um Aterro Sanitário?

Aterros sanitários são obras complexas de engenharia dedicadas à destinação adequada dos resíduos urbanos não recicláveis. Diferentemente dos lixões irregulares, que são extremamente nocivos ao meio ambiente e à saúde pública, os aterros sanitários são projetados para minimizar impactos ambientais e proteger a população.

Funcionamento Detalhado de um Aterro Sanitário

Quando os resíduos urbanos chegam ao aterro sanitário, o processo meticuloso começa. Os caminhões que transportam o lixo são pesados em balanças específicas e, em seguida, descarregam os materiais. Utilizando tratores, os resíduos são espalhados e compactados em camadas no terreno. Esta técnica não apenas reduz o volume do lixo, mas também evita odores desagradáveis, insetos e animais indesejados.

Conforme o lixo se decompõe, gera chorume, um líquido escuro proveniente da decomposição da matéria orgânica. O chorume é drenado e tratado para evitar a contaminação do solo e do lençol freático. Este processo é vital para a proteção ambiental e é realizado pela Sabesp, que trata a água para reutilização e destina o lodo aos aterros sanitários.

A decomposição do lixo também produz gases, incluindo o gás metano, altamente poluente. No entanto, nos aterros sanitários, esses gases são coletados e queimados em uma Estação de Queima de Biogás, eliminando a ameaça de poluição ambiental. Além disso, parte do biogás gerado é direcionada para usinas termelétricas, onde é utilizado como combustível para gerar energia elétrica, promovendo a sustentabilidade energética.

Diferenças Cruciais entre Aterros Sanitários e Lixões Irregulares

Enquanto os aterros sanitários seguem rigorosos padrões ambientais e de segurança, os lixões irregulares representam um perigo iminente. Resíduos descartados inadequadamente nesses locais contaminam o solo, produzem gases tóxicos e aumentam significativamente os riscos de disseminação de doenças. É alarmante constatar que aproximadamente três mil municípios brasileiros ainda utilizam lixões e aterros irregulares para o descarte de resíduos, apesar dos esforços para promover a reciclagem.

O Papel dos Aterros Sanitários na Gestão de Resíduos

A Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), promulgada em 2010, estabeleceu a necessidade de uma gestão responsável dos resíduos produzidos pela sociedade. Esta legislação crucial determina que os resíduos devem ser dispostos de maneira ambientalmente adequada, enfatizando a importância dos aterros sanitários como destino final. Diferentemente dos lixões, os aterros sanitários são construídos com precauções ambientais estritas para evitar a contaminação do solo, da água e do ar.

Gestão Eficiente para um Futuro Sustentável

Uma gestão eficaz dos aterros sanitários é vital para prolongar sua vida útil. Conforme a norma ABNT NBR 8419/1992, os aterros devem ser monitorados por pelo menos dez anos após o encerramento das atividades, pois a produção de chorume e gases tóxicos continua. Ações como a coleta do líquido percolado, isolamento adequado do lixo a cada nova camada e sistemas de drenagem pluvial são essenciais para garantir a eficiência do aterro ao longo do tempo.

A Conscientização da População

A gestão adequada dos resíduos sólidos é uma responsabilidade compartilhada entre a população e o poder público. É imperativo que todos estejam cientes de que suas ações diárias impactam diretamente o gerenciamento de resíduos. A população deve fazer o descarte correto do lixo, reduzir o consumo desnecessário e apoiar a reciclagem. As empresas também desempenham um papel fundamental ao implementar práticas eficientes de gestão de resíduos, separando adequadamente o lixo e incentivando o uso consciente dos recursos.

Conclusão

Em resumo, os aterros sanitários desempenham um papel vital na gestão de resíduos urbanos, garantindo a proteção do meio ambiente e da saúde pública. Enquanto os lixões irregulares representam um retrocesso para a sociedade, os aterros sanitários são símbolos do compromisso com um futuro sustentável.

O Recicla Sampa continua a incentivar a conscientização sobre a importância dos aterros sanitários e a necessidade urgente de eliminar os lixões irregulares no Brasil. Juntos, podemos trabalhar para um ambiente mais limpo, seguro e saudável para as gerações futuras.

Não deixe de explorar outros artigos do nosso blog para obter mais informações sobre questões ambientais e resíduos sólidos. Descubra como cada um de nós pode contribuir para um Brasil mais sustentável.

Outros Artigos

Pedro Silva

Faça seu comentário

três + 7 =